NOSSOS SERVIÇOS

PRINCIPAIS TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS E ALTERAÇÕES PSICOLÓGICAS ABORDADOS NO CENTRO DE PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA VAN GOGH

• Transtorno Depressivo (Depressão)

• Transtorno Bipolar

• Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG)

• Síndrome e Crise de Pânico

• Esquizofrenia e demais Transtornos Delirantes

• Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)

• Fobia Social e demais Fobias

• Compulsões e Dependências

• Transtorno Alimentar (Anorexia, Bulimia, Compulsão Alimentar)

• Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

• Transtorno Opositor Desafiador (TOC)

• Transtorno de Aprendizagem (Dislexia, Discalculia, Retardo Mental)

• Doença de Alzheimer e outras demências

• Transtornos de ajustamento ou adaptação

• Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)

• Tiques e Síndrome de Tourette

• Transtornos do Espectro Autista (Autismo e Asperger)

CONSULTA PSIQUIÁTRICA

Trata-se de uma consulta médica agendada com psiquiatra. A psiquiatria é a especialidade médica que trata os transtornos mentais de maneira geral, incluindo as alterações comportamentais e emocionais.

 

A dinâmica do atendimento é composta por levantamento da história clínica completa (anamnese) e exame psíquico. Em seguida, o psiquiatra oferece um planejamento de tratamento com métodos biológicos e psicoterápicos. Normalmente, os exames são considerados de exceção e devem ser solicitados apenas com uma indicação clara e objetiva.

Durante a consulta, o médico psiquiatra precisa diferenciar o quadro das doenças clínicas que podem se manifestar como alterações psiquiátricas. Dentre os diagnósticos diferenciais, encontram-se o hipotireoidismo, asma, enxaqueca, epilepsia, arritmias, lupus, artrite, efeitos colaterais de medicações clínicas, etc.

PARECER PSIQUIÁTRICO

A interconsulta psiquiátrica ocorre na na interface entre a medicina geral e a psiquiatria, geralmente ocorrendo em um hospital, como forma de responder um pedido de parecer psiquiátrico do médico consultor.

 

O papel do psiquiatra é auxiliar na avaliação e tratamento de condições psiquiátricas relacionadas a doenças médicas, sejam elas fisiológicas, como delirium ou psicológicas, como as reações emocionais à doença. O profissional também auxilia em condições médicas relacionadas a doenças psiquiátricas, como anorexia nervosa ou aos efeitos colaterais de medicamentos psicotrópicos.

 

O médico deve ter domínio e conhecimento na área de psicossomática, psicologia médica e neuropsiquiatria. Uma avaliação do modelo de avaliação rápida, encontrou uma redução significativa do tempo de permanência hospitalar e preveniu novas readmissões, resultando em economia significativa para o serviço de saúde.

LAUDO PARA CONCURSO

O Laudo de Sanidade Mental é um documento que atesta e descreve o Estado Mental do indivíduo em determinado momento. Normalmente, este tipo de laudo faz parte da relação de exames obrigatórios para se tomar posse após nomeação em concursos.

 

O exame mental é realizado pelo psiquiatra ou psicólogo, que examina ordenadamente as diferentes funções psíquicas, como aparência, comportamento, discurso, humor, afeto, percepção, cognição, consciência, consciência do Eu, orientação, estado de vigília, coerência, complexidade do pensamento, atenção, memória e juízo crítico.

ATENDIMENTO DOMICILIAR

Consulta com psiquiatra ou psicólogo na própria residência do paciente. Este contexto é importante para pessoas que tem dificuldades de locomoção ou limitações de autonomia, como idosos ou deficientes físicos.

PSICOTERAPIA INDIVIDUAL

A psicoterapia individual consiste em um processo personalizado focado em ajudar ao indivíduo a resolver questões emocionais ou psicológicas. O tratamento ocorre pelo uso de técnicas psicológicas através da fala. A psicoterapia envolve o desenvolvimento de uma relação terapêutica de confiança para trabalhar e superar pensamentos e comportamentos disfuncionais a vida do indivíduo e trazer resolução de problemas para o melhor desempenho do indivíduo.

TERAPIA DE CASAL

A terapia de casal visa a saúde emocional e psicológica dos pares. O terapeuta procura identificar as dificuldades no relacionamento e as demandas a serem trabalhadas na relação. Tendo por  objetivos trabalhar a resolução de problemas, assertividade, problemas sexuais e melhorar aspectos da comunicação para que o casal consiga negociar e expressar melhor seus anseios, necessidade e dificuldades. Cada casal compõe uma forma  singular de se relacionar, onde a terapeuta observará essas peculiaridades e trabalhará na elaboração de um atendimento diferenciado que tem como finalidade  trazer uma maior harmonia na convivência a dois.

TERAPIA DE FAMÍLIA

       A Terapia familiar, muitas vezes associada à sua variante de terapia de casal, e conhecida como terapia familiar sistêmica — devido à sua origem no seio do Modelo Sistêmico —, é um tipo de terapia que se aplica a casais ou famílias, onde os membros possuem algum nível de relacionamento. A terapia familiar sistêmica tende a compreender os problemas em termos de sistemas de interação entre os membros de uma família. Desse modo, os relacionamentos familiares são considerados como um fator determinante para a saúde mental e os problemas familiares são vistos mais como um resultado das interações sistêmicas, do que como uma uma característica particular de um indivíduo.

       Os terapeutas familiares costumam orientar o seu foco de intervenção mais para o modo como os padrões de interação sustentam um problema, do que propriamente para a identificação das suas causalidades. Considera-se que a família como um todo é maior do que a soma das partes.

       Teve como criadora e maior expoente, a terapeuta norte-americada, Virgínia Satir. Ela, juntamente com Fritz Perls e Milton Erikson, tiveram seus atendimentos gravados com microcâmeras e pesteriormento suas estratégias terapêuticas, padrões de interação minunciosamente estudados por Richard Bandler e John Grinder, até que os dois pudessem decifrar suas hábeis estruras.

       Desta forma, o modelo sistêmico se tornou uma das bases filosóficas do que viria a se tornar a Programação Psicanalitica.

ORIENTAÇÃO VOCACIONAL

A Orientação Profissional é uma análise de interesses, aptidões profissionais e traços de personalidade. Com essas informações é possível descrever um perfil que auxilia no processo de escolha profissional. Destina-se àquelas pessoas que estejam em dúvida quanto à escolha profissional.

 

Na orientação vocacional são realizadas de 4 à 6 sessões de 50 minutos de duração cada uma onde contempla-se 3 fases: entrevista inicial, aplicação de testes e devolutiva do relatório com orientações para o analisado.

AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA

A Avaliação Neuropsicológica é uma investigação detalhada de fatores emocionais, comportamentais e principalmente das funções cognitivas: atenção, memória, linguagem, percepção, inteligência, aprendizagem e funções executivas, tais como abstração, raciocínio lógico, planejamento, flexibilidade mental e capacidades de visuo-construção e visuo-espaciais. Para uma avaliação como essa são utilizados instrumentos específicos, como testes psicológicos, questionários e inventários aplicados por psicólogo.

 

  • Como é feita a Avaliação Neuropsicológica?

Na Avaliação Neuropsicológica são realizadas de 5 à 10 sessões de 50  minutos cada uma onde contempla-se 3 fases: entrevista inicial, aplicação de testes e devolutiva do laudo.

 

  • Quais são seus objetivos?

  • Os objetivos da Avaliação Neuropsicológica podem ser para fins:

    • Diagnóstico: identificar e delimitar o quadro do paciente;

    • Prognóstico;

    • Orientação de tratamento;

    • Planejamento de reabilitação neuropsicológica;

    • Seleção de paciente para técnicas especiais;

    • Perícia.

 

  • Indicações para Avaliação Neuropsicológica:

    • Doença de Alzheimer e outros quadros demenciais;

    • Comprometimento Cognitivo Leve (CCL);

    • Acidente Vascular Cerebral (AVC);

    • Traumatismo Cranio-Encefálico (TCE);

    • Neuro-infecções;

    • Tumores cerebrais;

    • Transtornos de Humor (Depressão e Ansiedade);

    • Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH);

    • Transtornos de Aprendizagem e Leitura;

    • Discalculia;

    • Dislexia;

    • Deficiência Intelectual;

    • Altas Habilidades;

    • Entre outros.

AVALIAÇÃO PARA VASECTOMIA/LAQUEADURA

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Mauris sagittis, nunc sit amet vestibulum pulvinar, erat augue auctor eros, non facilisis nunc metus ac leo. Orci varius natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Pellentesque arcu orci, faucibus bibendum vulputate vel, vestibulum sit amet urna. Nunc at consequat risus. Morbi quam nibh, ultrices sit amet ante in, consequat molestie urna. Maecenas a massa aliquam, scelerisque risus nec, congue sapien. Ut non consequat sem. Curabitur euismod nisi ipsum, at venenatis orci aliquet a. Nam vel pretium magna. Integer vestibulum ex quis nibh ultrices fringilla non id dui. Ut vestibulum sem eros, at luctus libero ullamcorper eget. Nam nulla justo, porta a vehicula sed, commodo molestie orci. Duis efficitur justo commodo iaculis maximus.

As cirurgias de vasectomia e laqueadura são procedimentos indicados para aquelas pessoas que não desejam mais ter filhos. A avaliação psicológica para estes tipos de cirurgia pode ser indicada pelo médico responsável com o intuito de verificar se o paciente está tomando essa decisão por vontade própria, sem interferência de outras pessoas e se apresenta capacidade de discernimento preservada. São realizadas aproximadamente 2 sessões, seguidas da entrega do relatório psicológico com indicação favorável ou não à demanda apresentada.

SIGA A GENTE
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Localização
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Centro de Psiquiatria e Psicologia Van Gogh: CRMDF: 4633 | CNPJ: 26.255.061/0001-93

Responsável Técnico da Psiquiatria: Dr. Thiago Xavier Corrêa | CRMDF: 20978 | RQE: 14878

Responsável Técnico da Psicologia: Silvia Maria Rodrigues Gomes | CRP 01/18290

© 2019 por @centrovangogh